Escolas do Guará recebem R$ 230 mil do Pdaf

Mais cinco portarias foram publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (1º) liberando valores que somam R$ 4,2 milhões do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf), sendo, para o Guará, R$ 140 mil para custeio de atividades, e R$ 90 mil para despesas de capital. De acordo com a legislação, a verba do Pdaf pode ser utilizada para custeio de pequenos reparos, como pintura, consertos em telhados e pisos, e ainda para despesas de capital, a partir da compra de materiais permanentes, como computadores e impressoras, que se incorporam ao patrimônio da unidade.

O objetivo do programa é disponibilizar recursos diretamente às escolas e regionais para promover a autonomia das unidades, contribuindo para a qualidade de ensino e o fortalecimento da gestão democrática.

As regionais beneficiadas são as de Brazlândia, Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, Sobradinho e Taguatinga. Essas unidades poderão utilizar os valores, que também são provenientes de emendas parlamentares, e também destinar – provenientes de emendas parlamentares – para as unidades escolares públicas de cada uma das regiões administrativas. O dinheiro vai permitir implantar benefícios nas próprias regionais e em cada uma das escolas contempladas.

Cartão

Em agosto, o GDF lançou o Cartão Pdaf, instrumento que vai viabilizar uma plataforma para tornar a execução de serviços nas escolas mais ágil e a prestação de contas mais simples e transparente.

As escolas e regionais de ensino terão acesso a um cartão para administrar os recursos recebidos pelo programa. O cartão permite que os valores sejam utilizados de maneira mais desburocratizada, pois as unidades escolares poderão contratar diretamente serviços e reparos junto a fornecedores credenciados pelo governo, tendo acesso previamente aos preços cobrados por eles.

O cartão funcionará por meio de parceria entre as secretarias de Educação (SEE) e de Economia (Seec), o Banco de Brasília e o Sebrae-DF.

Fonte: Jornal do Guará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem